Arquivo mensais:março 2014

NOVIDADES DA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014

 

O limite para ajustar as contas com o Leão é dia 30 de abril. Neste ano, a Receita Federal anunciou mais novidades, uma das principais é o informe de rendimentos digitais.

A partir deste ano, as fontes pagadoras poderão entregar aos seus empregados arquivos digitais contendo informações dos comprovantes de rendimentos.

Porém, nem todas as companhias terão esse informe de rendimento digital. É importante que o funcionário procure saber junto à empresa.

Os planos de saúde também poderão fornecer para os clientes os arquivos digitais contendo informações dos pagamentos referentes à faturas, serviços e reembolsos. Segundo o consultor tributário da IOB Folhamatic EBS, Antônio Teixeira, no caso dos planos empresariais, essas informações já estarão contidas no informe de rendimento das empresas.

Porém, nem todas as companhias terão esse informe de rendimento digital. É importante que o funcionário procure saber junto à empresa.

Os planos de saúde também poderão fornecer para os clientes os arquivos digitais contendo informações dos pagamentos referentes à faturas, serviços e reembolsos. Segundo o consultor tributário da IOB Folhamatic EBS, Antônio Teixeira, no caso dos planos empresariais, essas informações já estarão contidas no informe de rendimento das empresas.

Com esses arquivos, o contribuinte poderá salvar no computador e importar os dados nos ícones “Informe de Rendimentos” e “Informe de Plano de Saúde” ao criar a sua declaração. As informações vão automaticamente para todos os campos, sem comprometimento dos dados preenchidos anteriormente.

Declaração pré-preenchida

Outra novidade deste ano é que os contribuintes vão poder optar pela declaração pré-preenchida. O download desta modalidade pode ser feito no Portal e-CAC da Receita Federal. Os interessados devem ter declarado o Imposto de Renda no ano passado.

Mas esta facilidade só está disponível para quem tiver o certificado digital. Um representante do contribuinte que possua esse tipo de certificação e tenha uma procuração eletrônica registrada na Receita também poderá fazer.

A certificação digital é um documento eletrônico que contém dados sobre a pessoa ou empresa que o utiliza para comprovação de autenticidade. O custo da instalação da ferramenta varia de acordo com a empresa em que é comprada.

Porém, a modalidade tem uma série de restrições. Teixeira ressalta que uma delas é que os contribuintes que caíram na malha fina não podem usar a pré-preenchida.

Leia mais Economia e ajuste suas contas

Quem for usar, precisa ficar atento, pois de acordo com o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, é de responsabilidade do contribuinte checar os dados importados na pré-preenchida.

Smartphones e tablets

O contribuinte neste ano também poderá entregar a Declaração do Imposto de Renda por meio de tablets e smartphones. A modalidade chamada de m-IPRF pode ser acionada por meio do aplicativo APP Pessoa Física. Os interessados poderão baixar o dispositivo no Google Play, para quem usa o sistema operacional Android ou na APP Store, para o sistema operacional iOS.

Segundo Teixeira, mesmo entregando a declaração por tablet ou smartphone, é importante armazenar uma cópia e depois imprimir em um computador. O especialista ainda alerta que no sistema operacional iOS não há salvamento automático dos dados.